Alguma vez você já se sentiu perdida, confusa e com um senso forte de desconexão com a sua vida, seu trabalho e com o mundo ao seu redor?
 
Às vezes a sensação é que estamos sendo “engolidos” pelas circunstâncias que nos fogem do controle e, encontrar força e coragem para seguir em frente é a parte mais desafiadora de todas […]

 

Consigo entender, nos sentimos sozinhas e desamparadas. É por isso que hoje eu estou aqui para compartilhar com você as 2 coisas mais valiosas que aprendi tomando um CHAI na Índia e que me ajudou a ver a vida e os negócios de uma perspectiva diferente.
 
E, claro, se quiser saber sobre a minha receita preferida de Chai ( e a mais simples entre todas que já testei) cadastre-se aqui.
 
Você deve se lembrar que, há alguns meses atrás, eu estava na Índia com o intuito de conhecer plantações de Chá. E o que eu descobri? Mais que aprender sobre chá, eu me encantei com as famílias que produzem chá!
 
Aprendi que há muitas verdades, modos de viver e ver a vida que desfaz todas as expectativas que a sociedade impõe sobre nós mesmos e que, curiosamente não tem nenhum valor em outras partes do mundo.
 
Mas as duas coisas mais valiosas que eu aprendi com essa experiência, foi exatamente enquanto eu tomava o Chai com aquelas pessoas. E o que eu aprendi foi:
 
1. Casa são momentos.
 
Casa é onde eu escolho estar, com as pessoas que eu escolho estar, com o trabalho que escolho fazer…essa é a minha casa.
 
É incrível perceber que, não importa quem nós somos ou de onde viemos, somos mais parecidos do que nunca.
 
A maior parte dos seres humanos, desejam a mesma coisa: estar seguro e conectado com aqueles que amam, contribuir e crescer através de um trabalho significativo e viver em paz. 
 
2. Saber honrar a nossa história — de onde viemos.
 
Enquanto eu tomava o Chai com aquelas pessoas era comum de se ouvir histórias envolvendo os avós e bisavós daquelas pessoas: “Meu avô costumava fazer o Chai assim, minha avó costumava contar que…” e por aí vai. 
 
Depois de ouvir tantas histórias sobre gerações e gerações descobri que todos querem a mesma coisa: que seus filhos possam ter um futuro e viver uma vida melhor.
 
O que posso dizer pra você, minha amiga, é que aquele momento me fez voltar para quem eu sou e de onde eu vim. E que se por alguma razão eu cheguei até aqui foi porque meus antepassados lutaram para que isso acontecesse.
 
Voltar para suas origens pode ajudar você a se reconectar com quem realmente é e por que está aqui nesse mundo. 
 
Agora, estou curiosa pra saber de você.
 
1. Que insights você teve ao ler este email e qual a sua prática diária favorita que te ajuda a ganhar o dia?
 
Me deixa saber nos comentários abaixo. Estou empolgada para ouvir o que você tem a dizer.
 
Nunca se esqueça, a sua voz, a sua interação e a sua presença pode ser tudo que uma pessoa precisa para seguir poderosamente adiante.
 
Com amor,
 
Alessandra

[/vc_column_text]

Deixe Seu Comentário